Estreias do cinema brasileiro – 14 de setembro

maxresdefault

Hoje tem filme brasileiro entrando nas salas de cinema do país. Confira abaixo as estreias da semana!

 

as-duas-irenesAS DUAS IRENES

Irene, 13 anos, descobre que o pai tem uma segunda família e outra filha de sua mesma idade, também chamada Irene. Sem que ninguém saiba, ela se arrisca para conhecer a menina e acaba descobrindo uma Irene completamente diferente dela. Com direção de Fábio Meira o drama tem no elenco Priscila Bittencourt, Marco Ricca e Isabela Torres.

 

O uso da câmera parada em inúmeras cenas com longos planos confere o clima simples – mas não simplista – dessa narrativa. Ao invés de se preocupar com arrojados movimentos de câmera que podem acabar distanciando o espectador da narrativa, Fabio Meira foca nas encenações nesse filme com boas interpretações das jovens atrizes Isabela Torres e Priscila Bittencourt e, por mais que isso deixe a história descompassada, confere um clima mais contemplativo para As Duas Irenes. (Observatório do Cinema)

 

desertoDESERTO

Um grupo de artistas embarca em uma viagem apresentando um espetáculo por todo o sertão brasileiro. Mas, cansada da vida de nômade, a trupe decide se instalar em uma pequena cidade abandonada, e ali fundar a sua própria comunidade. Eles experimentam pela primeira vez uma outra forma de estar na sociedade, mas para que consigam conviver em harmonia, essas pessoas terão que enfrentar os desafios de viver um novo estilo de vida.

Seguindo rumos inusitados e com atores cada vez mais convincentes como seus personagens sorteados, sempre mantendo uma certa individualidade, Weber instiga o espectador com provocações envolvendo preconceitos e oferece sequências visualmente lindas, como o encontro à noite entre os dois homens mais velhos, com suas respectivas barbas iluminadas. (Adoro Cinema)

 

a-genteA GENTE

O diretor Aly Muritiba trabalhou por sete anos em uma prisão como integrante da Equipe Alfa. Ele retorna, como cineasta, ao seu antigo local de trabalho para documentar a rotina dos 28 homens e mulheres, que integram a Equipe Alfa, responsável pela custódia de mais de mil criminosos de uma penitenciária brasileira. 

 

Algumas falhas técnicas — sobretudo na captação do som direto — que tornam incompreensível grande parte do que se fala dificultam a aceitação desse documentário sobre o cotidiano dos agentes penitenciários em um presídio do Paraná. É uma pena. (O Globo)

 

Vale lembrar também que no Prime há sempre o melhor do cinema nacional! Confira nossa programação completa em: http://bit.ly/ProgramaçãoPrime.

logo-prime