Estreias do cinema brasileiro – 8 de março

Além do Dia Internacional da Mulher, hoje (08/03) também é dia de conferir as estreias do cinema! Olha só:

 

4402520-jpg-cx_160_213_x-b_1_d6d6d6-f_jpg-q_x-xxyxxA IMAGEM DA TOLERÂNCIA
Enquanto as diferentes crenças religiosas tendem a nos separar e dividir, a imagem da Nossa Senhora de Aparecida é como o seu manto, cobrindo e protegendo o corpo dos seus fiéis. Aparecida tem como devotos pessoas de qualquer classe social, religião e lugar do país. Aparecida é símbolo de coração materno, de bondade e da tolerância. Todos cabem embaixo do manto da mãe. Aparecida vai além da igreja que ela representa, ela transcende as diferenças, todos se sentem acolhidos em sua casa. O filme é construído por diferentes personagens que tem histórias emocionantes, relevantes e particulares sobre a fé em Aparecida.

 

os-farofeitos

OS FAROFEIROS
Quatro colegas de trabalho se programam para curtir o feriado prolongado em uma casa de praia e, chegando lá, descobrem que se meteram em uma tremenda roubada. Para começar o destino não é Búzios, mas Maringuaba; a residência alugada é encontrada caindo aos pedaços, bem diferente do prometido; a praia está sempre cheia; e as confusões são inúmeras.

pra-ficar-na-historia

PRA FICAR NA HISTÓRIA
O veterinário Luiz Fitarelli é um homem apaixonado pela sua história. Neto de italianos, desde cedo passou a colecionar objetos sobre a imigração italiana. Com o tempo, também passou a colecionar casas. Com as casas, construiu uma vila do final do século XIX, um museu a céu aberto. “Pra ficar na história” leva Fitarelli para a Itália em busca das suas origens e discute a importância de se preservar a memória. Um mergulho no universo do sul do Brasil e do norte da Itália, espelhos de reflexos inexatos.

 

0276798-jpg-cx_160_213_x-b_1_d6d6d6-f_jpg-q_x-xxyxxRIO DO MEDO
A violência do Rio de Janeiro é analisada sob a perspectiva dos Policias Militares (da ativa e da reserva) que atuam no estado Rio de Janeiro há mais de duzentos anos. Homens e mulhures, de gerações e patentes diferentes, relatam suas experiências dentro da corporação marcada pela violência, corrução e desconfiança.

 

 

 

1102422-jpg-cx_160_213_x-b_1_d6d6d6-f_jpg-q_x-xxyxxSANTORO – O HOMEM E SUA MÚSICA
Vida e obra do compositor e maestro Claudio Santoro, com meio século de carreira em música erudita e eletrônica, um dos expoentes do gênero no Brasil.

 

 

 

 

4584732-jpg-cx_160_213_x-b_1_d6d6d6-f_jpg-q_x-xxyxxTORQUATO NETO – TODAS AS HORAS DO FIM
Documentário sobre a trajetória de vida do poeta, cineasta, compositor e jornalista Torquato Neto. O longa-metragem acompanha da infância do artista em Teresina, sua cidade natal, até seu aniversário de 28, quando tirou sua própria vida após deixar colaborações indeléveis em movimentos artísticos como a Tropicália. O ator Jesuíta Barbosa dá vida a poemas e outros escritos de Torquato.

 

 

Fonte: AdoroCinema

logo-prime