Prime Box Brazil premia produções vencedoras do Festival de Brasília

sonambulos-hospital-78-oito-oito

Melhor Filme da Mostra Caleidoscópio e Melhor Curta-Metragem da Mostra Brasília assinarão contratos de licenciamento para veiculação das obras na programação do canal 

 

Setembro de 2018 – As produções ‘Os Sonâmbulos’ (trailer aqui) e ‘Entre Parentes’ (trailer aqui) foram eleitas por Júri Oficial, respectivamente, Melhor Filme da Mostra Caleidoscópio e Melhor Curta-Metragem da Mostra Brasília na 51ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Os vencedores assinarão contrato de licenciamento nos valores de R$ 15 mil e R$ 4 mil, nesta ordem, para veiculação das obras na grade de programação do canal de TV fechada Prime Box Brazil por dois anos. O anúncio foi feito ontem (23) durante cerimônia de encerramento do evento.

 

Dirigido por Tiago Mata Machado, o filme ‘Os Sonâmbulos’ (Minas Gerais / 2018) narra o drama ficcional de um pequeno grupo de demolidores perdidos na multidão, às voltas com suas contradições, mas ligados entre si, que amam a vida humana, mas desprezam a si mesmos. O curta-metragem ‘Entre Parentes’ (2018), de Tiago de Aragão, acompanha a maior mobilização indígena ocorrida em Brasília, após o impeachment presidencial, durante a 14ª edição do Acampamento Terra Livre, no final de abril de 2017. Enquanto na mesma Esplanada dos Ministérios que abriga barracas de povos indígenas de todo o Brasil, parlamentares articulam uma agenda de retrocessos à causa indígena. Os parentes não deixarão de lutar.

 

Concorreram à Mostra Caleidoscópio cinco filmes ficcionais no total, sendo eles de São Paulo (‘Os Jovens Baumann’ e ‘O Pequeno Mal’); Rio de Janeiro (‘Calypso’); Minas Gerais (‘Os Sonâmbulos’) e Ceará (‘Inferninho’). O júri especial desta categoria foi formado por Ansgar Vogt, do comitê de seleção da mostra Fórum do Festival de Berlim, na Alemanha; Felipe Aljures, diretor artístico do Festival Internacional de Cinema de Cartagena, na Colômbia; e Rafael Parrode, curador do Fronteira Festival de Goiânia.

 

Disputaram à Mostra Brasília 18 curtas-metragens entre documentários e obras ficcionais:  ‘A Praga do Cinema Brasileiro’; ‘A Roda da Fortuna’; ‘À Tona’, ‘Brasilha’; ‘Cabeças’; ‘Casa de Praia’; ‘Entre Parentes’; ‘In Memoriam’; ‘Me Deixe Não Ser’; ‘Monstros’; ‘Noroeste’; ‘O Mistério da Carne’; ‘Para Minha Gata Mieze’; ‘Presos que Menstruam’; ‘Riscados pela Memória’; ‘Sinucada’; ‘O Homem Banco’ e ‘Terras Brasileiras’. O júri especial foi formado pelo jornalista e cineasta Armando Lacerda, o cineasta João Batista de Andrade e a diretora, produtora e montadora de filmes Liloye Boubli.

 

Os festivais, entre eles o de Brasília – um dos mais representativos, são a principal janela do cinema brasileiro, que se pode ter contato com novos talentos e filmes que dificilmente circularão nas salas comerciais. A TV paga vem para complementar o ciclo dessas obras que merecem chegar a um público mais amplo. Por isso a importância desse prêmio para o Prime Box Brazil”, defende o diretor do canal Ramiro Azevedo.