HQ: Sete curiosidades sobre os quadrinhos brasileiros

 

Bidu. Personagem de Maurício de Souza. Foto: Pinterest

Produzidos no Brasil desde o século 19, as histórias em quadrinhos possuem grande importância para a cultura brasileira, são reconhecidas como uma parte importante do mercado editorial e uma das formas mais acessíveis de incentivo à leitura. 

No início, as histórias eram publicadas nos jornais como sátiras. Na década de 1930 as HQs passaram a ser produzidas em forma de revistas, com cartunistas diferentes. 

A união de imagens e figuras ficou cada vez mais sólida e assim surgiu uma das maiores formas de comunicação do mundo.

Conheça sete curiosidades sobre a trajetória dos HQs produzidos no Brasil.

1- O primeiro personagem de HQ brasileiro se chamava  “Nhô Quim”, que apareceu no dia 30 de Janeiro de 1869 na revista Fluminense. Criado pelo italiano Angelo Agostini, conhecido por fazer caricaturas de D.Pedro II.

2- Manuel Araújo Porto-Alegre publicou o primeiro cartoon brasileiro  em 14 de dezembro de 1937.

3- A primeira revista infantil surgiu em 11 de outubro de 1905. Criada pelo jornalista Bartolomeu de Souza  e Silva. Se chamava Tico-tico e circulou até o ano de 1977.

4- “O Morcego”, super herói de HQ brasileiro, era uma mistura de Batman com Fantasma.

5-  O HQ “Suplemento Juvenil” foi o responsável pela explosão do gênero no Brasil. Criado por Roberto Sorocaba. Serviu de inspiração para quadrinhos como “O Gibi” e “O Lobinho”. Foi através desta revista que os brasileiros conheceram heróis famosos nos Estados Unidos como “Flash Gordon”, “Tarzan”, e “Dick Trace”.

6- “Turma do Pererê” foi a primeira revista em quadrinhos publicada por um único autor, Ziraldo.

7- Maurício de Souza criou o personagem “Bidu” quando era repórter policial em 1959, antes da Mônica, que surgiu em 1963.

Em 2017, o Prêmio Jabuti, principal premiação da Literatura brasileira, instituiu a categoria “Histórias em quadrinhos”. Antes disso, elas ficavam nas  categorias como ilustração, capa ou paradidáticos. O primeiro vencedor da categoria foi a obra “Castanha do Pará” de Gidalti de Oliveira Moura Júnior.

Se você gosta de HQs e quer saber mais sobre o mundo dos quadrinhos, A série HQUEM apresenta um panorama do universo da arte de desenhar histórias e personagens. Conheça o ateliê de um quadrinista e saiba como é passar a imaginação para o papel. 

Você também pode assistir G.I.B.I.S. Um Guia Introdutório Brasileiro de Ideias Super Heróicas (G.I.B.I.S). A série apresenta o universo das histórias em quadrinhos a partir das conversas e divagações dos irmãos Cris e Gustavo Peter, dois nerds, que discutem peculiaridades da recepção da cultura pop internacional no Brasil.

SERVIÇO:

Série HQUEM – Quinta-feira, 20h30; Domingo, 11h30; Segunda  09H / Terça 12H30 / Quarta  09H.

Série G.I.B.I.S – Sexta-feira, 20h30;  Domingo 11H / Segunda 10H30 / Terça 19H30 / Quarta 12H30 / Quinta 01H30.